Na continuidade da pesquisa, a abordagem foi mais prática, iniciando meus experimentos como diretor de atores. O objetivo foi explorar o potencial da poética dos quatro elementos fogo, terra, ar e água na imaginação do ator para a criação cênica. O novo título dado ao projeto:

Aspectos da Tipologia Humana em Shakespeare
& a Poética dos Quatro Elementos na Criação Cênica

No campo teórico, a exploração foi balizada pelos conceitos arquetípicos encontrados na Psicologia, Antropologia e Filosofia, em especial no conjunto da obra dedicado aos quatro elementos de Gaston Bachelard; no prático, pelos estudos deixados por teatrólogos selecionados; e em ambos os campos, pela própria poética de William Shakespeare.

Como dito na 1ª parte da pesquisa, foram criadas matrizes semânticas baseadas nos estudos dos quatro elementos, e foram encontrados na própria peça muitos indícios de poéticas arquetípicas dos quatro elementos associados aos personagens da obra.

Shakespeare x Bachelard x (Chekhov + Lecoq + Laban)

A 2ª parte da pesquisa estudou a prática de Michael Chekhov, Jacques Lecoq e Rudolph Laban sobre a poética (e prática corporal) dos quatro elementos na criação para teatro. Foi realizado um laboratório cênico com um grupo de atores que na ocasião montava Macbeth na Unicamp (2012).

Com aval da FAPESP, a pesquisa foi interrompida em 2013 para que eu participasse de intercâmbio sanduíche no Reino Unido, onde me aprofundei na pesquisa em especial nas abordagens ao entendimento do texto shakespeariano (mais informações aqui).

No retorno ao Brasil, busquei novamente explorar com alguns atores da Unicamp os potenciais criativos dos estímulos elementares, só que dessa vez apoiados nos indícios do próprio texto de Otelo. O resultado de estudo e workshop foi apresentado publicamente, e um registro artístico autoral foi produzido em fotos e vídeo (clique aqui para assistir e conhecer mais detalhes, além de créditos).

Para ler o relatório final desta pesquisa e ter acesso a todas as tabelas criadas para análise dos quatro elementos, escreva-me por e-mail.

Conteúdo do relatório

A edição de vídeo também foi influenciada pelos conceitos arquetípicos, no caso aqui de Fogo e Água.

I Introdução
I.i O que são os quatro elementos
I.ii O que são os arquétipos dos quatro elementos?
I.iii O que é a poética dos quatro elementos?
I.iv Como ela se manifesta na obra de Shakespeare?
I.v Como ela se manifesta no trabalho do ator?
I.vi Como ela se manifesta no trabalho do ator em Shakespeare?

II Em busca de um sintagma elementar
II.i Os arquétipos dos quatro elementos
II.ii A poética dos quatro elementos em Bachelard
II.iii Metdologia de análise: matrificação

III Os arquétipos elementares em Otelo
III.i O cosmos e a natureza na poética shakespeariana
III.ii Aspectos contextuais da tragédia
III.iii Otelo e Iago: os arquétipos opostos
III.iv Conclusões sobre os arquétipos identificados

IV Experimento 2012
IV.ii Laboratório prático
V Shakespeare em terras de Shakespeare
V.i Interpretação: abordagem ao texto shakespeariano
V.ii Direção, pesquisas e festivais
V.iv Workshops e Palestras no Brasil

VI Experimento 2014
VI.v Metodologia do laboratório: atores
VI.vi Metodologia do laboratório: midiálogos
Projeto de Fotografia
Projeto de Vídeo
VII Conclusões

#shakespeare #4elementos #arquetipos #teatro #direcao #Otelo